Na madrugada deste domingo, 11, um homem que se diz funcionário público municipal foi preso por policiais militares por supostamente estar praticando ato obsceno no Parque da Lagoa Princesa do Vale. Ele foi detido por militares que faziam patrulhamento a pé durante a festividade que vem sendo realizada no local.

O suspeito estaria urinando entre dois veículos, com as suas partes íntimas voltadas para as pessoas, causando constrangimento em quem participava da festa. Ao ser abordado, ele teria ironizado os policiais e desobedecido às ordens a ele emanadas, inclusive, recusou a se identificar, dizendo que era funcionário concursado da prefeitura e estava ali para urinar.

O texto da publicação continua após a publicidade

Bastante alterado, o homem, ao ser informado que iria ser conduzido, caso não se identificasse, começou a se agredir, com tapas no rosto e no peito, desejando ser morto. Neste momento, os militares tentaram imobilizá-lo, no entanto, ele reagiu, e chegou a empurrar um dos PMs. Mas não teve jeito, ele foi imobilizado e levado para a Posto Policial instalado no Parque.

Para piorar ainda mais a situação, o suspeito tentou intimidar os militares, com tons de ameaças, dizendo que estava memorizando os nomes dos policiais para se vingar. Assim, ele recebeu voz de prisão por ato obsceno, ameaça, desacato, resistência e desobediência, sendo então levado para a Central de Flagrantes da 15ª Delegacia Regional de Polícia (DRP).