Com o início do ano letivo, é comum que alguns pais avaliem a satisfação com as escolas de seus filhos, ponderando sobre a possibilidade de uma mudança. No entanto, de acordo com a pesquisa Certificação Escolas Exponenciais, 79% das famílias não pensam em trocar os filhos de escola em 2024. Ainda segundo o levantamento, 15% dos pais cogitam trocar seus filhos de escola e apenas 5% estão decididos.

Um total de 74 mil famílias participaram da pesquisa, compartilhando até três motivos para manter seus filhos na escola. A principal razão, escolhida por 27% dos participantes, foi o cuidado e atenção pessoal dedicados às crianças e adolescentes. Em seguida, as famílias mencionaram a proximidade da escola com suas casas ou locais de trabalho (24%), a qualidade da formação acadêmica oferecida (22%), o relacionamento próximo e participativo com pais e alunos (20%), a ênfase na educação de valores morais e éticos (19%) e a qualificação da equipe pedagógica (18%).

O texto da publicação continua após a publicidade

O Centro Educacional São Francisco de Assis (Cesfa), que celebra 20 anos de contribuição à educação em Palmas neste ano, entra nessa estatística. Aneida Bean, mãe de João Vitor, ex-aluno que percorreu todas as etapas, do Jardim ao Ensino Médio, e Luís Felipe, que ingressou no maternal e atualmente está na 3ª série do Ensino Médio, compartilhou sua experiência sobre a decisão de manter seus filhos na escola. “O João Vitor estudou no Cesfa desde o Jardim até o Ensino Médio e, ao sair, ingressou diretamente em uma das melhores universidades do Brasil, para cursar Engenharia Mecatrônica. Atualmente, já está na metade do curso. O Luís Felipe, ainda aluno, entrou no Maternal e hoje está no terceiro ano do Ensino Médio, e acredito que seguirá para a universidade também. Meu esposo e eu sempre priorizamos investir em sua educação desde cedo, proporcionando-lhes uma base sólida em um bom colégio. Ao longo dos anos, testemunhei meus filhos crescerem, confiantes e desenvolvidos, desde pequenos no anfiteatro da instituição, participando de apresentações públicas”, compartilhou.

Andreia Ayres, mãe dos alunos João, Mariana e Miguel também compartilhou sua satisfação com a escola. “Meus filhos estão no Cesfa desde 2010. Escolhemos a escola por causa dos valores e princípios. Foi reconfortante para mim como mãe ver a acolhida, especialmente para o João, que tinha dificuldades em aceitar a escola. Sempre tive minhas demandas atendidas da melhor maneira possível, mesmo que nem sempre com resultados positivos. Destaco a proximidade da coordenação e direção com os pais, além da atenção dos funcionários aos alunos, que conhecem todos pelo nome. Esse cuidado extra é o que torna a escola especial para nós”, relatou.

"No Cesfa, sempre priorizamos a formação integral dos alunos, buscando desenvolver habilidades que vão além do currículo convencional. Nossos diferenciais incluem o currículo bilíngue e o enfoque na educação socioemocional, por meio do Laboratório Inteligência de Vida (LIV). Estamos comprometidos em proporcionar uma experiência educacional enriquecedora que prepare os alunos para os desafios do mundo contemporâneo”, concluiu a diretora da escola, Cláudia Cristiane de Andrade.

 

-- Acompanhe o Jornal Meganésia de segunda a sexta às 10h00 pela TV Meganésia (tvmeganesia.com.br)