A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Aparecida de Goiânia conseguiu descobrir a identidade da mulher envolvida no abandono de um recém-nascido dentro de um balde, em Aparecida de Goiânia. Para proteger a privacidade do bebê, cujo nome não foi divulgado, o caso está sendo mantido em sigilo.

O bebê foi descoberto no sábado, 23, ainda com o cordão umbilical, por uma mulher que estava acompanhada de seu filho. Ela ouviu o choro do recém-nascido enquanto passava pela Avenida Independência, no Setor Cidade Livre, em Aparecida de Goiânia, região metropolitana.

O texto da publicação continua após a publicidade

A mulher que encontrou o bebê levou-o para o Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP) e, posteriormente, ele foi encaminhado para o Hospital do Garavelo. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Aparecida de Goiânia, o bebê estava em boas condições e seu estado de saúde era estável.

A delegada Sayonara Lemgruber, responsável pelas investigações na DPCA de Aparecida de Goiânia, afirmou que a polícia já possui informações sobre como ocorreu o abandono e as pessoas envolvidas. No entanto, os detalhes não podem ser divulgados. Não foi esclarecido se a mulher que abandonou o bebê é a mãe da criança.

"A delegacia tem conduzido diligências incessantes nos últimos dias para coletar evidências e concluir a investigação relacionada ao recém-nascido encontrado em um bairro de Aparecida de Goiânia", declarou Sayonara.

O caso permanece em sigilo e será encaminhado ao sistema judiciário. A Secretaria Municipal de Aparecida de Goiânia informou que "o recém-nascido encontrado em via pública na madrugada do último sábado (23) continua internado na Maternidade Municipal. Ele está em boas condições, com estado de saúde estável, recebendo cuidados de uma equipe multiprofissional e sendo acompanhado pelo Conselho Tutelar".