O WhatsApp vai começar a trabalhar com novos termos de uso e política de privacidade a partir de 8 de fevereiro. Uma das mudanças é o compartilhamento de dados com o Facebook. Quem não concordar com isso, não poderá mais usar o app de mensagens.

Já se esperava que esta medida aconteceria eventualmente, desde que o Facebook adquiriu o WhatsApp e o Instagram, nos últimos anos. Mas muita gente está incomodada com a imposição, enchendo as redes sociais de reclamações e memes. A palavra "Telegram" chegou aos termos mais citados (trending topics) do Twitter ao longo dessa quinta-feira, 07.

O Telegram parece ser a escolha favorita dos usuários para troca de mensagens instantâneas. Mas há outras opções de aplicativos gratuitos e democráticos, que funcionam tanto em iPhones como em Androids.

Por isso, Tilt listou abaixo aplicativos bem populares que podem ser usados como substitutos para quem optar por cancelar o WhatsApp.

Atenção: quem clicar na opção "Agora não" do aviso sobre a atualização poderá continuar usando o WhatsApp, mas só até o mês que vem. No dia 8, a conta não será apagada, mas ficará indisponível - e só poderá ser acessada novamente se você mudar de ideia e aceitar a nova política de privacidade.

Telegram
Gratuito, com código aberto e reconhecido pela segurança das conversas. O Telegram tem mais recursos do que o WhatsApp, como criação de canais com milhares de participantes (os grupos do "zap" são limitados a 256 pessoas), envio de anexos de até 2 GB e acesso às conversas no computador mesmo quando o celular está desligado. Também permite chamadas de vídeo e de áudio, mas individualmente - por enquanto não rola em grupo.

Skype
Um dos apps de mensagens mais antigos. O Skype é mais usado no mundo empresarial e educacional e uma das melhores opções para chamadas de vídeo. Também é bom para ligações em áudio, com som de qualidade e oferecendo a opção de criar um número internacional, como um telefone. Funciona bem para mensagens comuns de texto, mas carece de recursos mais avançados para elas.

Viber
Um dos principais aplicativos de mensagens instantâneas do mundo, mas não é muito popular no Brasil. O Viber é similar ao Skype, oferecendo chamadas de áudio e vídeo gratuitas e ligações internacionais para números de telefone a tarifas baixas. Para as mensagens de texto, a experiência é bem completa, e lembra bem a do WhatsApp. Tem alguns diferenciais, como games e a possibilidade de ser instalado em mais de um aparelho com a mesma conta.

Signal
Garante privacidade, pois não coleta nenhuma informação dos usuários, segundo a empresa. O protocolo do Signal é o que oferece a criptografia de ponta a ponta do WhatsApp, e é considerado o padrão de excelência para comunicações seguras. Você apenas precisa fornecer seu número de telefone para se cadastrar - mas nem isso é linkado ao perfil do usuário. Tem uma interface fácil de usar e bons recursos: grupos, chamadas de vídeo e áudio, mensagens que desaparecem.
Snapchat
Diferente dos outros da lista, é mais do que um app de mensagens instantâneas. Ele pode ser usado para troca de mensagens entre amigos, família. Mas o Snapchat é uma rede social, que tem o mérito de ter inventado recursos inovadores, como stories e mensagens que desaparecem, que depois foram copiados por outras plataformas. A modernidade é seu diferencial. Há milhares de filtros para fotos e é muito fácil compartilhar arquivos, GIFs, áudios e vídeos ou realizar chamadas. Além disso, a plataforma avisa quando alguém faz um screenshot (captura de tela) de um chat com você.

Com informações do Tilt