Após levar quatro tiros e sobreviver, Aldair de Oliveira do Carmo foi assassinado no leito do hospital onde estava internado. O caso aconteceu no município de Aragarças.

Em relato, a Polícia Militar conta que foi acionada até o Hospital Municipal Getúlio Vargas para verificar o caso de um homem que foi vítima de tentativa de homicídio. No local, o pai do rapaz disse que o filho, com antecedentes criminais pelos crimes de homicídio e por porte ilegal de arma de fogo, havia sido esfaqueado.

Apesar dos ferimentos, segundo a PM, a vítima estava estável, consciente e passava por exames para ser transferido para Goiânia. Após colher o depoimento do pai de Aldair, a polícia saiu do hospital para realizar as buscas com intuito de prender o suspeito ainda em situação de flagrante.

Entretanto, assim que os policiais foram para rua, eles receberam um telefone e tiveram que retornar ao hospital. Dois homens de capuz preto entraram armados no hospital, atiraram e mataram Aldair. A perícia e a Polícia Científica foram acionadas no local e a Polícia Civil investigará o caso.